Genderson Cardoso Pereira, o "Euro", era um dos líderes de uma facção criminosa, segundo a Dicap, e procurado pela Polícia Federal.

Genderson Cardoso Pereira, o "Euro", foi preso em uma casa no bairro Pérola, zona Oeste de Boa Vista Dicap/ Divulgação Agentes da Divisão de Inteligência e Captura (Dicap) prenderam na sexta-feira (8), em Boa Vista, Genderson Cardoso Pereira, de 25 anos, suspeito de ser líder de uma organização criminosa que atua em Roraima.

Foragido do sistema prisional e alvo da operação Hispaspistas, “Euro”, como é conhecido, teria gravado um áudio incitando o ataque a policiais. Conforme a Dicap, a polícia descobriu um áudio divulgado em grupos de WhatsApp em que Genderson Cardoso ordenava membros de facção a atacar policiais. Ao ser preso, ele teria pedido desculpas a todos os policiais do estado, e que havia gravado o áudio sem imaginar a proporção que tomaria. De acordo com a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), Genderson é investigado por liderar uma facção que teria praticado diversos crimes, entre eles a morte da adolescente de 16 anos, Alexia Gabriela Mendes de Souza. Considerado um dos alvos da Operação Hipaspistas, da Polícia Federal, que combate a formação de facções criminosas dentro e fora do sistema prisional de todo país, o foragido foi preso em uma casa no bairro Pérola, zona Oeste da capital. Depois de ser detido, Genderson foi levado para a sede da Polícia Federal para prestar depoimentos e cumprir o mandado de prisão.