Modelo foi doado pela Chevrolet, e dinheiro revertido será usado em fundação que investe em escolas de Detroit.

Comprador do veículo é dono de equipe da Nascar.

Chevrolet Corvette Stingray 2020 Divulgação As primeiras unidades de carros emblemáticos costumam ser destinadas aos museus das fabricantes.

Mas a Chevrolet teve uma ação bem mais nobre, ao colocar o primeiro exemplar da nova geração do Corvette Stingray em um leilão beneficente.

E a iniciativa parece ter dado certo – o veículo foi arrematado por US$ 3 milhões, ou R$ 12,6 milhões, na conversão direta.

Nos Estados Unidos, um Corvette Stingray convencional custa a partir de R$ 60 mil.

ou R$ 251,1 mil, também na conversão simples.

Ferrari de US$ 48 milhões bate recorde de carro mais caro vendido em leilão Chevrolet Corvette Stingray 2020 Chevrolet/Divulgação A quantia arrecadada será destinada ao projeto Detroit Children's Fund, que trabalha pela melhora de escolas na cidade, que é a sede da Chevrolet.

O leilão ainda teve a participação especial de Marry Barra, diretora-executiva da General Motors, dona da Chevrolet.

Foi a executiva que fez a apresentação do esportivo.

O novo Corvette Stingray traz motor central pela primeira vez.

Usando um V8 de 6.2 litros e 495 cavalos, ele se tornou o Corvette de entrada mais rápido da história: acelera de 0 a 100 km/h em menos de 3 segundos. De acordo com a Fox News, o comprador do Corvette número 1 é o dono da equipe de Nascar, Rick Hendrick.

O empresário é dono de uma das maiores coleções de carros esportivos da Chevrolet, e tem histórico de adquirir modelos em leilões de caridade. Interior do Chevrolet Corvette Stingray 2020 Chevrolet/Divulgação Chevrolet Corvette Stingray Chevrolet/Divulgação