Dados do Infosiga-SP indicam 36 óbitos decorrentes de acidentes de trânsito em Sumaré durante 2019; veja perfil.

Em 4 anos, Campinas contabiliza redução de 34,5% em quantidade de vítimas.

Motociclista morreu após ser atropelado por caminhão na Anhanguera Policia Militar Rodoviária Sumaré (SP) encerrou 2019 com 36 mortes no trânsito, o dobro da quantidade do ano anterior, segundo levantamento divulgado na tarde desta segunda-feira (20) pelo governo do estado, por meio do Sistema de Informações de Acidentes de Trânsito (Infosiga-SP).

Já Campinas (SP) registrou 123 óbitos, número mais baixo na série iniciada em 2015 e total que representa baixa de 34,5% em quatro anos. Perfil em Sumaré O número de 2019 é o segundo mais elevado da série e igual ao contabilizado em 2015.

O aumento, no comparativo com ano anterior, ocorre após duas reduções seguidas, de acordo com o levantamento. Dezenove das 36 mortes ocorreram entre sexta-feira e domingo, e a faixa etária com mais vítimas é a de 18 a 24 anos.

Metade dos óbitos ocorreu em vias municipais, enquanto 47,2% foram em rodovias.

O percentual restante não está disponível, de acordo com o estado. Dias da semana Domingo - 07 Segunda - 03 Terça - 03 Quarta - 08 Quinta - 03 Sexta - 05 Sábado - 07 Faixa etária 0-17 anos - 01 18-24 anos - 08 25-29 anos - 02 30-34 anos - 02 35-39 anos - 04 40-44 anos - 05 45-49 anos - 02 50-54 anos - 05 55-59 anos - 01 60-64 anos - 02 65 ou mais - 04 Localização Vias municipais - 50% Rodovias - 47,2% O Infosiga indica que 50% das vítimas morreram no local, enquanto 44,4% foram em hospitais e as demais não foram confirmadas.

Entre as vítimas, 86,1% foram de pessoas do sexo masculino; e as colisões - quando o veículo atinge outro parado, um poste ou árvore - aparecem como principais causas. Local do óbito Via - 50% Hospitais - 44,4% Sexo da vítima Masculino - 86,1% Feminino - 13,8% Tipo e subtipo dos acidentes Colisão (atinge outro veículo em movimento) - 18 Atropelamento - 13 Choque - 3 Outros - 2 A pesquisa mensal mostra ainda que a maioria das mortes decorrentes de acidentes ocorreu na faixa entre 12h e 18h, e que a maioria das vítimas era condutora de veículos, sobretudo motocicletas. Turno do acidente Madrugada (0h-6h) - 8 Manhã (6h-12h) - 5 Tarde (12h-18h) - 12 Noite (18h-0h) - 9 Tipo de vítima Condutor - 55,5% Pedestre - 36,1% Passageiro - 8,3% Modal de locomoção da vítima Motocicleta - 15 Pedestre - 13 Automóvel - 06 Bicicleta - 02 Procurada pelo G1, a assessoria da prefeitura de Sumaré não comentou os dados até a publicação. Campinas A maior cidade da região fechou 2019 com 123 óbitos decorrentes de acidentes de trânsito, cinco a menos do que no ano anterior.

A média é próxima de uma vítima a cada três dias. De acordo com o governo do estado, trata-se da quarta redução seguida na série que começou com 188 mortes.

Durante o período considerado, a diminuição de vítimas corresponde a 34,5%. O levantamento mostra que ao longo do ano 64 ocorrências (52%) foram entre sexta-feira e domingo, e a faixa etária com mais vítimas também é a de 18 a 24 anos.

Em relação ao total, 52% foram em rodovias, enquanto 47,1% ocorreram em vias municipais.

O percentual restante não foi confirmado pelo estado. Dias da semana Domingo - 18 Segunda - 18 Terça - 15 Quarta - 9 Quinta - 17 Sexta - 25 Sábado - 21 Faixa etária 0-17 anos - 2 18-24 anos - 23 25-29 anos - 16 30-34 anos - 15 35-39 anos - 12 40-44 anos - 8 45-49 anos - 12 50-54 anos - 6 55-59 anos - 8 60-64 anos - 6 65 ou mais - 15 Localização Vias municipais - 47,1% Rodovias - 52% De acordo com o estado, 56,1% das vítimas morreram no local, enquanto 41,4% foram em hospitais e as demais não foram confirmadas.

Sobre o total de vítimas, 85,3% são do sexo masculino; e as colisões e atropelamentos aparecem como as características mais comuns dos acidentes. A maioria das mortes decorrentes de acidentes ocorreu na faixa entre 18h e 0h, e envolve motocicletas. Local do óbito Via - 56,1% Hospitais - 41,4% Sexo da vítima Masculino - 85,3% Feminino - 14,6% Tipo e subtipo dos acidentes Colisão (atinge outro veículo em movimento) - 40 Atropelamento - 39 Choque - 30 Outros - 11 Não disponível - 2 Turno do acidente Madrugada (0h-6h) - 27 Manhã (6h-12h) - 20 Tarde (12h-18h) - 26 Noite (18h-0h) - 41 Tipo de vítima Condutor - 58,5% Pedestre - 30,8% Passageiro - 8,94% Modal de locomoção da vítima Motocicleta - 52 Pedestre - 38 Automóvel - 20 Caminhão - 9 Bicicleta - 3 Não disponível - 1 A Emdec, empresa responsável pela gestão do trânsito na cidade, destacou que atua com focos em educação, engenharia de tráfego e fiscalização.

"As campanhas educativas são permanentes e voltadas para todos os atores do trânsito (pedestres, ciclistas, motociclistas, motoristas e motoristas profissionais) e diversas faixas etárias", destaca texto da assessoria de imprensa. Veja mais notícias da região no G1 Campinas.