Serviço foi retomado nesta segunda (20), após a morte de Antônio José Conceição na sexta (17).

Entrada da UPA foi danificada após homicídio de homem no local Arquivo pessoal Após três suspenso, o atendimento ambulatorial da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Conjunto Habitacional Cidade do Povo, em Rio Branco, foi retomado.

Desde a sexta-feira (17) que o serviço estava suspendo devido ao assassinato de morador em frente à unidade.

A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) nesta segunda-feira (20).

Porém, o serviço foi retomada com a garantia de que Polícia Militar do Acre (PM-AC) vai fazer a segurança durante 24 horas na unidade e por tempo indeterminado. “Ficou acordado que o governo do Acre fornecerá segurança 24 horas à unidade por tempo indeterminado, a partir desta segunda-feira (20), enquanto que as avarias causadas nas instalações também já estão sendo reparadas”, destaca a nota da Saúde. Morte morador Antônio José de Oliveira da Conceição, de 39 anos, foi morto a tiros na noite de quinta-feira (16).

Os tiros causaram danos no prédio da unidade. O homem foi atingido por vários disparos na região do tórax, membros e pescoço.

Por estar próximo à UPA, ele foi atendido no local, mas não resistiu. Veja nota da Saúde: A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informa que a partir das 19 horas desta segunda-feira, 20, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade do Povo restabelecerá o seu atendimento integral, voltando com os serviços para os pacientes em situação de menor risco, aqueles que poderiam ser servidos pelas Unidades Básicas de Saúde do Município. Por conta dos eventos que se sucederam na noite da última quinta-feira, 16, a Sesacre havia decidido limitar o atendimento na UPA apenas aos pacientes em situação de urgência e de emergência.

A decisão se deu porque as avarias causadas no incidente obrigaram os profissionais a isolar parte das dependências da unidade. No início da tarde desta segunda-feira, 20, em reunião com o secretário de Saúde, Alysson Bestene, com a secretária-adjunta, Paula Mariano e os servidores da unidade, ficou acordado que o Governo do Estado do Acre, por meio da Polícia Militar, fornecerá segurança 24 horas à unidade por tempo indeterminado, a partir desta segunda-feira, enquanto que as avarias causadas nas instalações também já estão sendo reparadas. Alysson Bestene, secretário de Estado de Saúde do Acre.