Três pessoas ficaram feridas em batida no bairro Água Verde, em Curitiba; homem que bateu contra uma moto e outro carro ao fugir da PM foi ouvido nesta segunda-feira (20).

Motorista que causou acidente admitiu que tinha bebido e que não se lembra do acidente O motorista embriagado que bateu contra uma motocicleta e um carro enquanto fugia de uma equipe da Polícia Militar (PM), em um acidente com três feridos em Curitiba, foi ouvido pela Polícia Civil nesta segunda-feira (20). De acordo com a polícia, em depoimento, o rapaz, de 23 anos, afirmou que dirigia em alta velocidade porque se envolveu em uma briga de trânsito antes do acidente, e o outro envolvido na discussão agia de forma violenta.

Ainda conforme a polícia, ele admitiu que havia ingerido bebida alcoólica e afirmou não se lembrar do momento do batida. O caso foi registrado na noite de sexta-feira (17), no cruzamento entre as avenidas Guilherme Pugsley e Água Verde, no bairro Água Verde.

Segundo a PM, o motorista fugiu de uma abordagem. Vídeo mostra acidente que deixou três feridos em Curitiba Feridos Três pessoas ficaram feridas no caso.

Um casal, que estava no carro atingido pelo motorista que fugia da polícia, foi levado com ferimentos ao Hospital Cajuru.

Eles receberam alta na noite de sábado (18). O motociclista também atingido pelo carro do motorista embriagado foi internado em estado gravíssimo, no Hospital do Trabalhador.

Até esta segunda-feira (20), ele continuava internado no hospital. De acordo com a família, o homem internado trabalha como porteiro e voltava do trabalho quando houve o acidente. Carro atingido pelo motorista embriago ficou com a parte dianteira totalmente destruída Ricardo Muiños/RPC Investigação A polícia informou que deve ouvir um outro jovem, que estava no mesmo carro que o condutor que causou o acidente.

Ele e o motorista foram levados para a delegacia na data do acidente, mas foram liberados após assinarem um termo circunstanciado. De acordo com a polícia, o teste do bafômetro constatou resultado de 0,29 miligramas de álcool por litro de ar expelido para o motorista que atingiu o carro e a moto. Conforme a Lei Seca, o motorista apenas é preso quando apresenta mais de 0,33 miligrama de álcool por litro de ar expelido no teste do etilômetro.

Até este limite, o condutor é punido com multa e a suspensão do direito de dirigir por um ano. Acidente aconteceu na noite de sexta-feira (17), entre as avenidas Guilherme Pugsley e Água Verde, em Curitiba Ricardo Muiños/RPC Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.