Contribuintes podem quitar o IPVA à vista, com 3% de desconto, ou dividi-lo em três vezes.

Primeira parcela também vence nesta terça.

Vence nesta terça-feira (21) a cota única ou a primeira parcela do IPVA 2020 no RJ para veículos cuja placa termina em 0. Esta semana vencem ainda mais três finais de placa: 1 - quarta (22); 2 - quinta (23); 3 - sexta (24). Contribuintes precisam gerar três guias de pagamento, a despeito de parcelar ou não o imposto: O boleto do IPVA, cujo valor varia de acordo com o modelo e o ano do veículo; A Guia de Regularização de Taxas, no valor de R$ 210,48, para o licenciamento anual; O seguro obrigatório do DPVAT. Nas três, é necessário digitar o número do Renavam. Carros parados na Avenida Francisco Bicalho na hora do pico de trânsito na tarde desta quinta Marcos Serra Lima/G1 IPVA O tributo pode ser pago em cota única, com desconto de 3%, ou a quantia integral poderá ser dividida em três vezes. O boleto da cota única ou da primeira parcela deve ser gerado nesta página do Bradesco.

Não é necessário ser correntista do banco. Para quem optar pelo parcelamento, é necessário voltar todo mês para emitir as demais guias. Com base nos preços de mercado calculados pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), o imposto será, na média geral, 3,26% menor do que em 2019.

No caso dos automóveis, a redução média será de 3,60%.

Já para as motos, o tributo cairá 2,06% em média. Confira abaixo o calendário para o pagamento do imposto, que vai do dia 21 de janeiro a 8 de abril, de acordo com o fim da placa do veículo: Calendário do IPVA 2020 do RJ Reprodução/Sefaz-RJ Licenciamento sem vistoria Outra taxa é a do licenciamento anual obrigatório, o que dá o CRLV, o certificado do veículo.

A guia é emitida à parte, também no site do Bradesco. Em 2019, o governador Wilson Witzel aboliu a vistoria para a maioria dos casos.

O CRLV pôde ser emitido em postos sem a necessidade de levar o veículo. O valor da guia em 2020 será de R$ 210,48 para todos os contribuintes. CRLV Detran/Divulgação A novela do DPVAT O vaivém nos valores do DPVAT 2020 fizeram mais de 2 milhões de motoristas pagarem mais caro pelo seguro obrigatório e, depois do Supremo Tribunal Federal (STF) autorizar a redução do valor, esses consumidores têm o direito a receber o estorno com a diferença de preços.

Quem ainda não pagou deve ficar atento ao calendário do IPVA: o DPVAT segue as datas estipuladas pelo governo do RJ.

O boleto deve ser emitido neste link. Quais os valores em 2020 Automóvel, táxi e carro de aluguel: R$ 5,23 - redução de 68%; era R$ 16,21 em 2019; Ciclomotores: R$ 5,67 - redução de 71%; era R$ 19,65 em 2019; Caminhões: R$ 5,78 - redução de 65,4%; era de R$ 16,77 em 2019; Ônibus e micro-ônibus (sem frete): R$ 8,11 - redução de 67,3%; era de R$ 25,08 em 2019; Ônibus e micro-ônibus (com frete): R$ 10,57 - redução de 72,1%; era de R$ 37,90 em 2019 Motos: R$ 12,30 - redução foi de 86%; era de R$ 84,58 em 2019. Como pedir a restituição se pagou a mais De acordo com Seguradora Líder, a diferença do valor no DPVAT, para quem pagou antes da redução, será feita por depósito diretamente na conta corrente ou conta poupança do proprietário do veículo. O site para o reembolso é o https://restituicao.dpvatsegurodotransito.com.br. Para realizar a solicitação, será necessário informar: CPF ou CNPJ do proprietário; Renavam do veículo; E-mail de contato; Telefone de contato; Data em que foi realizado o pagamento maior; Valor pago; Banco, Agência e Conta corrente ou conta poupança do proprietário. A gestora do seguro obrigatório diz que o proprietário recebe um número de protocolo para o acompanhamento da restituição, no mesmo site.

A previsão da Líder é que, após o cadastro, a restituição seja feita em até dois dias úteis.