Na segunda-feira, o Ibovespa subiu 0,32%, a 118.861 pontos.

Bovespa REUTERS/Nacho Doce O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, opera em queda nesta terça-feira (21), com investidores cautelosos a um vírus chinês e atentos a declarações do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre a fase 2 do acordo de comércio com a China. Às 10h07, o Ibovespa recuava 0,27%, aos 118.542 pontos.

Veja mais cotações.

Na segunda-feira, a bolsa subiu 0,32%, a 118.861 pontos, marca máxima do dia.

Lá fora, os investidores evitam apostas arriscadas com as crescentes preocupações com um surto de coronavírus originário da China provocando uma corrida para as apostas em portos seguros. "O surto de coronavírus pode causar um grande choque na demanda, principalmente no consumo de serviços, principalmente em viagens", disse Stephen Innes, estrategista de mercado da AxiCorp, à Reuters. Coronavírus na China: após casos triplicarem, o que se sabe sobre a misteriosa doença O mercado acompanha a declaração de Donald Trump de que a maioria das tarifas será mantida na Fase 2 de um acordo comercial com a China. Ainda nesta terça, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Brasil deve anunciar a adesão a acordo internacional de compras governamentais para permitir a participação de estrangeiros e, licitações e concorrências públicas no país, com condições iguais a brasileiros. Variação do Ibovespa em 2020 Arte/G1