São três instituições federais e uma estadual que, juntas, estão ofertando vagas em 314 opções de cursos em vinte municípios diferentes.

UFPB é a maior das instituições paraibanas, oferecendo 7.872 vagas em 124 cursos diferentes Gabriel Costa/Arquivo Pessoal As quatro universidades paraibanas que aderiram ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) estão oferecendo aos candidatos que fizeram o Enem 2019 - e não receberam nota 0 na prova de redação - um total de 15.487 vagas em 314 opções de cursos diferentes, espalhados em 20 municípios do estado.

Essas vagas são referentes ao ingresso no primeiro semestre de 2020 e as inscrições, que começaram a 0h desta terça-feira (21), vão até as 23h59 do próximo domingo (26). Clique aqui para fazer sua inscrição no Sisu e conferir as vagas disponíveis Dentre as quatro instituições, a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) é de longe a que oferece a maior quantidade de vagas.

Presente em cinco municípios diferentes, a UFPB está oferecendo 7.872 vagas em 124 cursos diferentes.

Dessas, 3.930 são oferecidas para ampla concorrência e 3.942 para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas, de acordo com a Lei nº 12.711/2012.

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), por sua vez, está presente em sete municípios paraibanos (dois a mais do que a UFPB), mas neste primeiro semestre está oferecendo 3.160 vagas em 76 cursos.

São 1.568 para ampla concorrência e 1.592 reservadas pela Lei de Cotas. Já a Universidade Estadual da Paraíba apresenta números parecidos com os da UFCG.

A instituição estadual está presente em oito municípios paraibanos e oferece 3.025 vagas ao todo em 75 cursos distintos.

Dessas vagas, 2.286 são para ampla concorrência e 739 são ofertadas para ações afirmativas. Finalmente, o IFPB está espalhado em dez cidades diferentes.

São 39 cursos e 1.430 vagas: 665 para ampla concorrência, 716 para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas e 49 para candidatos que se encaixem em ações afirmativas de cotas de inclusão.

Apesar de ser a instituição que oferece a menor quantidade de vagas, o IFPB é o mais descentralizado e está presente em dez municípios IFPB/Divulgação Com relação à concorrência, o curso mais difícil de ingressar, visto que exige a nota mais alta, é o de Medicina no Campus de João Pessoa da UFPB.

Segundo o ponto de corte do ano passado, é preciso uma nota de 790,72 pontos para ser aprovado.

Com um pouco menos, ou 789,10 pontos, seria possível ingressar no mesmo curso, mas no Campus de Campina Grande da UFCG.

Em sentido contrário, cursos como o de licenciatura em Matemática do Campus de Rio Tinto da UFPB (545,74) e o de Tecnologia em Agroecologia do Campus de Picuí (538,74) do IFPB apresentam as menores notas. Os estudantes que queiram realizar seus cursos na Paraíba poderão estudar nos municípios de João Pessoa, Campina Grande, Araruna, Areia, Bananeiras, Cabedelo, Cajazeiras, Catolé do Rocha, Cuité, Guarabira, Lagoa Seca, Mamanguape, Monteiro, Patos, Picuí, Pombal, Princesa Isabel, Rio Tinto, Sousa e Sumé.