Resultado foi o mesmo de janeiro de 2019.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, maior parte dos focos foi encontrada nas regiões centrais da cidade.

LIRAa 2020 em Barbacena mantém cidade com médio risco de infestação Wilson Aiello/EPTV O resultado do primeiro Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de 2020 em Barbacena apontou risco médio de infestação pelo mosquito.

A informação foi divulgada nesta terça-feira (21). De acordo com a Vigilância Epidemiológica, o índice foi de 2,5, o mesmo encontrado em janeiro de 2019 no município.

Em outubro, no segundo levantamento do ano, ocorreu uma redução e o índice foi para 1,9; porém continuou com risco médio para Aedes aegypti.

Nesta edição, a Prefeitura de Barbacena revelou que o maior local com índice de infestação do mosquito foi o Centro da cidade.

A área engloba também os bairros Jardim, Bom Pastor, Carmo, Campo, São Geraldo e Vila do Sargento.

As larvas do mosquito foram encontradas em maior número nos lixos, garrafas, vasos de plantas, pneus, caixas d'água e piscinas.

Ainda conforme a Vigilância, foram recolhidos 47 tubos com presença de, pelo menos, uma larva de Aedes aegypti.

Neste ano, além da área urbana, os agentes visitaram também os bairros da zona rural, como Pinheiro Grosso, Correia de Almeida e Senhora das Dores.