Segundo a PM, mulher apresentou os documentos errados quando ele deu entrada na unidade de saúde para que o filho não fosse preso novamente.

Uma mulher, de 38 anos, apresentou documentos falsos do filho que morreu nesta terça-feira (13) em Barra Mansa, no Sul do Rio de Janeiro.

O caso aconteceu na Rua Pinto Ribeiro, no Centro.

De acordo com a Polícia Militar, um funcionário da Santa Casa informou que quando o filho da mulher foi internado, ela tinha apresentado os documentos do irmão dele, de 22 anos.

Depois que ela foi informada sobre o falecimento do jovem,.a mãe levou os documentos originais dele, que na verdade tinha 18 anos, para que o corpo pudesse ser liberado. Ainda segundo a PM, a mulher disse que tinha trocado os documentos porque o filho mais novo era fugitivo do sistema prisional.

O jovem estava preso por tráfico de drogas e saiu da prisão no Natal apenas para o feriado, mas não voltou.

Quando ele faleceu, a mãe precisou levar o documento original, para que o outro filho não fosse registrado como morto.

A mulher foi levada para a delegacia, onde foi ouvida e liberada.

Ela vai responder em liberdade por falsidade ideológica.