Ato acontece em frente ao Terminal Integrador Portuário Luiz Antonio Mesquita (Tiplam), localizado no Porto de Santos.

Empresa diz que está aberta ao diálogo.

Trabalhadores portuários fazem manifestação contra falta de pagamentos no Porto de Santos Carlos Abelha/G1 Trabalhadores portuários e representantes da categoria realizam, na manhã desta segunda-feira (18), uma manifestação reivindicando o pagamento de salários e benefícios de empregados que foram dispensados das atividades no Terminal Integrador Portuário Luiz Antonio Mesquita (Tiplam), localizado no Porto de Santos, litoral de São Paulo. Os trabalhadores se concentraram em frente ao terminal privado por volta das 6h.

De acordo com o líder da Comissão de Desempregados, Ronaldo Araújo Queiroz, parte dos trabalhadores terceirizados do terminal, controlado pela operadora logística VLI, foram dispensados entre o dia 28 de abril e 7 de maio.

Segundo Queiroz, até o momento, não houve o pagamento dos salários do mês de abril e de benefícios como multas rescisórias e fundo de garantia.

Manifestantes fizeram concentração em frente ao Tiplam, no Porto de Santos, contra falta de pagamentos Carlos Abelha/G1 "Queremos que a empresa se manifeste e honre os pagamentos dos trabalhadores.

Hoje, ninguém está contratando, só demitindo, e esses trabalhadores precisam pagar suas contas, só que não temos posicionamento nenhum.

Muitos pagam aluguel e estão para ser despejados por não conseguirem pagar", afirma Ronaldo.

Ainda de acordo com o líder da comissão, os trabalhadores ficarão na porta do terminal até que os representantes da empresa prestem esclarecimentos.

"É uma manifestação pacífica, queremos uma posição de que eles irão honrar os compromissos e deem uma data para esses pagamentos".

Em nota, a VLI esclareceu que tem adotado todas as medidas cabíveis para que as prestadoras de serviço cumpram com suas obrigações legais e está aberta para o diálogo com todas as partes envolvidas.