Veja quais são os grupos prioritários que podem receber a dose de graça até 5 de junho.

Vacina contra a gripe continua sendo distribuída Joel Rocha/SMCS A procura de doentes crônicos, crianças e gestantes pela vacina contra a gripe foi baixa em Curitiba, de acordo com a prefeitura.

O índice ficou abaixo do recomendado pelo Ministério da Saúde. Conforme a administração municipal, dos 118 mil doentes crônicos acompanhados pela Secretaria da Saúde da capital, cerca de 50 mil foram imunizados.

A vacinação para este grupo está sendo aplicada desde 14 de abril. Já a meta para a imunização de idosos e profissionais da saúde, segundo a administração municipal, foi atingida.

Para esse grupo, a procura foi tão alta que o 1º lote – com 130 mil doses da vacina – acabou em dois dias.

À época, filas foram registradas nos pontos de vacinação.

'Drive thru' de vacinação contra a gripe para idosos, em frente à Arena da Baixada, foi bem procurado Giuliano Gomes/PRPress 3ª e última etapa A 3ª etapa da campanha de vacinação contra a gripe começou na segunda-feira (18) em todo o Paraná e vai até o dia 5 de junho. Professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos fazem parte do público-alvo desta fase, que é a última. Onde se vacinar em Curitiba? Em Curitiba, as doses são aplicadas em 11 unidades de saúde da cidade.

Veja onde se vacinar.

Esses 11 pontos de funcionam, de acordo com a prefeitura, apenas para a vacinação – da gripe e de outras de rotina.

3ª etapa da campanha de vacinação contra a gripe vai até 5 de junho Lucilia Guimarães/SMCS Quais são os grupos prioritários? A administração municipal informou que, quem se encaixa em qualquer um desses grupos, pode procurar uma das 11 unidades de saúde exclusivas. Idosos Trabalhadores de saúde Crianças de 6 meses a menores de 6 anos Gestantes Puérperas Pessoas com doenças crônicas Pessoas com deficiência Professores Adultos de 55 a 59 anos Caminhoneiros Motoristas e cobradores de ônibus Forças de segurança Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.