Ministro Dias Toffoli passa bem e respira sem ajuda de aparelhos, segundo a Corte.

Ele ficará em monitoramento.

Um exame feito na quarta-feira (20) havia dado negativo para vírus causador da Covid-19.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, foi internado para passar por uma cirurgia para drenagem de abscesso no sábado (23).

Durante a internação, o ministro apresentou sinais que sugerem que está com coronavírus e, por isso, ficará em monitoramento.

O ministro passa bem e respira normalmente, sem ajuda de aparelhos, informa nota assinada pelo secretário de saúde do STF. Abscessos são coleções de material purulento (pus).

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, embora normalmente decorram de infecções bacterianas, abscessos podem, em alguns casos, serem manifestação de outras doenças cutâneas. Na quarta-feira (20), o Toffoli havia sido submetido a um teste que deu negativo para coronavírus.

A princípio, o ministro ficará de licença médica por 7 dias, podendo ser ampliada dependendo do resultado dos exames.

Nesse período, o ministro Luiz Fux assume a presidência do STF. Esta reportagem está em atualização.