Luciano de Freitas morreu no último dia 26 e deixou a esposa e dois filhos.

Família diz que tem recebido mensagens de apoio e consolo.

Luciano Borges de Freitas morreu no dia 26 de maio por Covid-19 Arquivo pessoal Por trás de um cara grandalhão e forte, tinha muito afeto.

Assim é como a família descreve o técnico administrativo em educação Luciano Borges de Freitas, de 39 anos, que morreu no último dia 26 após complicações causados pela Covid-19 em Cruzeiro do Sul.

A morte do servidor público saiu no boletim da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) de quarta-feira (27).

Ainda abalados, os familiares não quiseram dar entrevistas, mas escreveram uma nota, falando um pouco de como era Luciano. Servidor do Instituto Federal do Acre (Ifac) em Cruzeiro do Sul, ele era casado e tinha dois filhos.

Deixou também com saudade os pais e os três irmãos, que lembram a maior qualidade dele.

“Luciano era o tipo grandalhão e forte, mas se mostrava afetuoso com a família e tinha um temperamento brincalhão com os filhos e sobrinhos”, relembra em nota assinada pela família.

Aos 39 anos, Luciano sofria com hipertensão arterial.

A família conta que logo que surgiu os primeiros sintomas, ele estava sendo medicado em casa, mas no dia 10 de maio precisou ser internado porque o quadro havia se agravado.

No dia 14 precisou ser entubado, mas estava evoluindo bem, relembra a família.

“Infelizmente, na noite do dia 26 sofreu uma parada e não foi possível reanimá-lo”, diz.

Com a saudade e dor de perder alguém tão jovem, a família conta com o apoio de amigos e se apegam à fé para tentar minimizar a dor.

“Após a perda, pedimos a Deus o consolo que só Ele pode dar.

Temos recebido inúmeras demonstrações de carinho e consolo através de mensagens e telefonemas dos parentes, igrejas, amigos e colegas de trabalho”, finaliza a família.

Luciano era bastante conhecido na segunda maior cidade do Acre.

A morte foi também lamentada pela direção do Ifac na cidade, onde trabalhou por nove anos.

A direção fez uma nota de pesar ao saber da morte do servidor.

“A Reitoria, Diretoria Geral do Campus Cruzeiro do Sul, servidores e alunos externam o mais profundo sentimento de pesar pela perda irreparável do servidor que desenvolveu suas atividades nos últimos 9 anos no campus Cruzeiro do Sul, completados neste dia 24 de maio.

Nossa solidariedade à toda sua família e amigos pela perda prematura do servidor, ao tempo em que a Reitoria e a Direção Geral do Campus Cruzeiro do Sul colocam-se à disposição de seus familiares neste momento de dor e perda." Acre já tem mais de 6 mil casos de Covid-19 confirmados e chega a 142 mortes pela doença