Quatro foram localizados em Alfenas (MG); um deles é menor de idade.

Último envolvido foi encontrado em Caldas (MG).

Suspeitos de assalto foram preso com mais de R$ 600 mil Polícia Militar A Polícia Militar prendeu quatro homens e apreendeu um menor de idade suspeitos de participação no assalto ao Banco do Brasil de Caldas (MG), que teve o gerente e a família feitos reféns na madrugada de quarta-feira (3).

As prisões foram durante a noite em Alfenas e Caldas. Segundo a polícia de Alfenas, quatro deles entraram na cidade com um dos carros que teria sido usado no crime e foram parados.

Com eles, foram encontrados mais de R$ 688 mil em dinheiro, que teria sido levado da agência, além de duas armas. O menor apreendido e um dos maiores já tinham passagens pela polícia.

Os outros dois que estavam no carro, não.

O veículo não tinha registros de roubo. Eles foram levados à delegacia de Alfenas e indicaram à polícia mais um envolvido no crime, que estava em Caldas.

O homem de 24 anos foi preso na cidade e já tinha passagem por tráfico de drogas.

Ele foi levado à delegacia de Poços de Caldas.

O restante do dinheiro não foi localizado. Assalto com reféns Segundo a polícia, o gerente de 54 anos foi rendido por três criminosos em casa.

Ele, a esposa e as duas filhas passaram a noite reféns do grupo. Na quarta-feira, o gerente foi levado à agência, onde foi obrigado a entregar mais de R$ 1 milhão aos assaltantes.

Durante a ação, outro gerente de 39 anos chegou ao local e também foi rendido. Depois de pegar o dinheiro, os criminosos fugiram.

A mulher e as filhas foram levadas por um dos suspeitos e liberadas próximo a Congonhal (MG).

Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas