Medida é para evitar que outras pessoas se contaminem no ambiente de trabalho.

Empresas do Sul de MG fecham as portas por causa de funcionários contaminados com coronaví Muitas empresas do Sul de Minas tiveram que suspender as atividades porque alguns funcionários contraíram o novo coronavírus.

A medida é para evitar que outras pessoas se contaminem no ambiente de trabalho.

Quando o empregado está com Covid-19, quem teve contato com ele tem que fazer o teste para ver se está com a doença ou ficar isolado.

Dependendo do número de funcionários que não podem trabalhar, isso inviabiliza o funcionamento da empresa.

Por isso, muitas delas estão reforçando os cuidados para evitar a contaminação.

Em Varginha, uma empresa que emite certificados digitais tomou todas as medidas e se o cliente quiser, pode ser atendido em casa.

A empresa também atende só uma pessoa por vez para evitar aglomerações. "Se o cliente ligar e falar que precisa do atendimento em casa, porque ele é de idade ou tem alguma comorbidade, a gente vai atender em casa sem custo nenhum para facilitar, evitar que ele saia de casa", disse a supervisora Rita Hermoso. Algumas empresas da região tiveram que apertar o cerco contra o vírus, depois que funcionários foram contaminados.

Foi o caso da agência da Caixa Econômica de Caxambu, que chegou a ser fechada, para que fosse feita uma rigorosa higienização.

Empresas tomam medidas de segurança para evitar novas contaminações pelo novo coronavírus Reprodução EPTV Em Paraisópolis, a mesma situação.

Uma funcionária de uma lotérica apresentou os sintomas e como teve contato com colegas, o estabelecimento fechou as portas até a chegada dos resultados dos exames.

"Ela foi imediatamente isolada dos outros funcionários, ficou em casa.

Testaram o marido dela deu negativo, testaram ela deu negativo também, então a gente voltou às atividades normais.

Todos os funcionários usam máscaras, álcool em gel para os clientes também e além disso, só entra com máscara", disse o gerente da lotérica, Mateus Cursino. Na unidade das Indústrias Nucleares do Brasil (INB), em Caldas (MG), 20 funcionários foram contaminados pelo novo coronavírus.

Eles moram em Poços de Caldas e a prefeitura confirmou os casos.

A empresa adotou rodízio, para diminuir o fluxo de pessoas no trabalho.

Especialistas dizem que medidas sanitárias como essas são essenciais para a prevenção contra o vírus nas empresas.

"Deve ser higienizado de forma adequada assim como o uso de equipamentos de proteção individual nesses ambientes, principalmente de trabalho, eles evitam ou diminuem em grande proporção a transmissão da doença.

Mas é importante lembrar também que as pessoas assintomáticas, aquelas que não desenvolvem sintomas da doença, também podem transmitir o coronavírus.

Então ter um ambiente aberto e ventilado diminui a possibilidade de transmissão desse vírus", explicou o professor de imunologia da Unifal, Leonardo Augusto de Almeida. Em Brazópolis, um supermercado ficou fechado por dois dias depois que um funcionário foi testado positivo para a Covid-19.

Todos os colegas de trabalho fizeram os exames, mas somente um deu positivo e já está recuperado.

Em Cana Verde, houve um registro em uma fábrica de costura.

O dono suspendeu as atividades na fábrica e montou um esquema de produção na casa dos funcionários que não estavam com o coronavírus.

O funcionário que testou positivo já se recuperou e tudo na fábrica já voltou ao normal. Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas