A maneira como você vive a vida define o nível de benção que poderá experimentar ao longo da tua história.

Isso é muito diferente de ter uma vida sem lutas, dificuldades e desafios, estou falando de passar por tudo isso com a certeza da vitória.

Afinal, Jesus disse que no mundo teríamos aflições, mas que Ele venceu (João 16.

33).

O fato de Jesus Cristo ter vencido o mundo faz de nós vencedores? Aí dependerá da maneira como você tem vivido.

Em Romanos 8 e 37 nós lemos que por meio d’Ele nós somos mais do que vencedores.

O que nos revela algo fundamental para a vitória: estar em Cristo.

Como podemos estar em Cristo? Amando a Ele e seguindo os seus ensinamentos.

O Mestre nos ensinou, dizendo: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra.

Meu Pai o amará, nós viremos a ele e faremos nele morada” (João 14.

23).

É a Palavra que nos revela os princípios para sermos abençoados e termos uma vida guiada pela perfeita vontade do Senhor.

Seguindo o que a Bíblia nos instrui, passamos a ver os acontecimentos de outra forma.

Qual a sua visão daquilo que caracteriza uma vida abençoada? Segundo a Palavra de Deus, uma vida abençoada é caracterizada pela presença do Altíssimo.

Não tem relação com possuir bens ou ser capaz de acumular riquezas.

A vida abençoada é marcada pela relação que temos com o nosso Pai Celeste.

Desta forma, Ele pode transformar nossa mente e nos guiar, ainda que estejamos enfrentando lutas.

Veja o que diz Romanos 12.

2: “Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês”.

Sabendo que todas as nossas atitudes aqui definirão nossa relação com o Senhor, então podemos buscar na Palavra os princípios fundamentais para que sejamos abençoados.

São eles:Primeiro princípio:O primeiro princípio consiste em temer ao Senhor.

Segundo nos instruiu o sábio rei Salomão: “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo a prudência” (Provérbios 9.

10).

E quem teme ao Senhor vive com prudência, sabendo que todos os acontecimentos cooperam para sua bênção, para o seu bem, como disse o apóstolo Paulo em Romanos 8.

28.

Problemas, conflitos, dificuldades, desesperança, frustração, enfermidades, decepções e todas as coisas que possa viver, servem para te abençoar, segundo a perspectiva bíblica.

Toda a vez que você enfrenta essas coisas com a visão do princípio do temor ao Senhor, então sua reação será prudente, sabendo que não está sozinho em meio aos problemas.

O temor do Senhor conduzirá você para cumprir todos os outros princípios bíblicos necessários para uma vida abençoada.

Segundo princípio:Você precisa viver de maneira humilde.

Costumo dizer que a vida é uma roda gigante e que uma hora você está por cima, mas em outra pode estar por baixo.

Essa metáfora define bem as circunstâncias que pode vir a experimentar.

Em Tiago 4.

6b, diz que “Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes”.

A questão aqui é muito clara, o Senhor não gosta de gente orgulhosa.

Se você está vivendo um momento de sucesso, está por cima na roda gigante, saiba que poderá acabar vivendo tempos de frustração, por isso é sempre bom ter uma atitude correta em relação a tudo na vida.

Terceiro princípio:Ter uma atitude correta em relação ao próximo.

Escrevi aqui sobre esse princípio, quando abordei a “regra de ouro” para a liderança eficaz.

Uma atitude correta em relação ao próximo definirá seu destino de bênçãos no Senhor, influenciando inclusive na sua relação com Deus.

Isso mesmo! A Bíblia adverte em 1 João 4.

20: “Se alguém declarar: ‘Eu amo a Deus!’, porém odiar a seu irmão, é mentiroso, porquanto quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não enxerga”.

Quarto princípioSe afastar do pecado e viver em santidade.

A Bíblia diz que o pecado é a transgressão daquilo que Deus espera de nós.

“Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei” (João 3.

4).

Por conta disso, o pecado nos afasta do Senhor e cria uma barreira que impede que sejamos abençoados (Isaías 59.

2).

  Somente o verdadeiro arrependimento pode quebrar essa barreira.

ConcluoConcluo, portanto, afirmando que esses são só os principais princípios bíblicos, que há muitos outros a serem observados, mas que seguindo esses três é bem possível que consiga obedecer a todos os outros, mesmo não os conhecendo.

Ainda assim, meu conselho pastoral é que leia a Bíblia, estude o Santo Livro e reflita sobre todas as coisas que estão descritas ali.

Desta forma terá maior conhecimento sobre a vontade do Senhor.