O Willis High School, no Texas (EUA), gerou polêmica com os pais ao colocar drag queen ensinando maquiagem para os alunos.

Muitos pais reclamaram e um professor resolveu defender a atividade e atacar os críticos.

O professor de inglês Anthony Lane postou nas redes sociais uma defesa do evento com a presença de drag queen, argumentando que “os pais não devem ter a palavra final” em questões de educação de seus filhos.

No Facebook, o professor fez uma longa postagem que deixou os pais consternados onde ele diz, entre outras coisas que “criar um filho é responsabilidade da comunidade e que os pais não devem ter a palavra final”.

Em outra parte do texto o professor afirma: “Vamos ser honestos, alguns de vocês não sabem o que é melhor para seus filhos.

Eu aprendi muito sobre o que é melhor para Ethan com seus professores, e não o contrário”.

Diante da confusão gerada, Lane excluiu a postagem, mas há um print compartilhado por alguns sites, entre eles o Faithwire onde é possível ler essas afirmações e outras, como a que diz: “não somos obrigados a proteger as visões equivocadas e preconceituosas de seus pais”.

O evento com Lynn Adonis-Deveaux, que se veste como drag queen, aconteceu no dia 18 de outubro e foi focado apenas em cosméticos, não tratou sobre questões de sexualidade.

Ainda assim, o conselho se reuniu para falar sobre os desdobramentos desse evento no começo de novembro.

Por conta da reação do professor e dos pais, uma nova reunião está marcada para o dia 9 de dezembro.