Regras foram publicadas no Diário Oficial da União desta segunda-feira (31).

Regra também vale para prestadores de serviço, estagiários, consultores e bolsistas.

Portaria proíbe itens de vestuário para servidores do ICMBio Reprodução O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) proibiu servidores que atuam na sede do órgão, em Brasília, de usar uma série de itens de vestuário durante o expediente.

A lista inclui: shorts bermudas roupas com transparências miniblusas microssaias roupas decotadas trajes de ginástica calças de moletom chinelos.

A regra também vale para prestadores de serviço, estagiários, consultores e bolsistas.

A portaria foi assinada pelo presidente do ICMBio, Homero de Giorge Cerqueira, e publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (30).

O texto inclui a proibição na política de uso de uniformes do órgão.

Segundo a norma, "o uso de uniformes por servidores do ICMBio é facultativo, exceto nas hipóteses de atuação da fiscalização ambiental".

Quem não utiliza, no entanto, deve se submeter ao código. O G1 questionou o órgão sobre as mudanças nas regras de vestuário, mas não recebeu resposta até a última atualização desta reportagem. Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.