Em janeiro deste ano homem foi atrás da vítima, que estava em um hospital, armado com um facão.

Eles se relacionaram por quatro anos.

A Polícia Civil prendeu um homem investigado por ameaçar a ex-namorada de 17 anos em Montalvânia (MG) nesta terça-feira (4).

Em janeiro deste ano, ele foi atrás da menor, que estava em um hospital, armado com um facão.

“A vítima relatou que era ameaçada de morte pelo ex, ele ainda dizia que colocaria fogo na residência dela e que cortaria os cabelos dela.

Tudo isso para forçá-la a manter o relacionamento de qualquer maneira”, destaca o delegado Davidson Marcos, responsável pelas investigações.

A adolescente contou para a Polícia Civil que o relacionamento durou quatro anos.

Em 2019, ela escreveu uma carta para o ex, que estava preso por furtar uma bicicleta, manifestando a vontade de terminar.

“Ela fala que manteve o namoro durante um bom tempo medo, já que sofria agressões e ameças constantes.” Após sair da prisão, o homem ameaçou a menor, exigindo que eles voltassem a namorar. “Eram ameças feitas pessoalmente, inclusive, ele dizia que não seria preso.

Essa é uma reposta da Polícia Civil de que crimes como esse não ficarão impunes”, afirma o delegado, que completa dizendo que, “infelizmente, a violência contra a mulher é algo cultural, mudar essa consciência exige o fortalecimento da rede que lida direta e indiretamente no suporte às vítimas.” Davidson Marcos diz que, em janeiro deste ano, o investigado soube que a adolescente estava no hospital visitando um amigo e foi até a unidade de saúde armado com um facão.

Na tentativa de agredi-la, feriu o atual namorado dela.

A Polícia Civil destaca que solicitou as medidas protetivas relacionadas à segurança da menor.

O homem foi encaminhado para o presídio de Manga.

Veja mais notícias da região em G1 Grande Minas.