Situação mais crítica é da LMG-737 entre Guimarânia e Cruzeiro da Fortaleza.

Confira trechos em que os motoristas devem ter atenção.

Cratera MG Guimarânia Paulo Barbosa/G1 Desde o início deste período chuvoso, o Triângulo Mineiro e o Alto Paranaíba registraram cinco ocorrências em rodovias por causa dos temporais.

Os dados foram divulgados, nesta quarta-feira (5), pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG). De acordo com o órgão, são 111 pontos com restrições em todo o Estado, e a Zona da Mata é a região com maior número de registros.

O DER informou, ainda, que as ações de manutenção foram intensificadas para reduzir os danos causados pelas chuvas. O DER calcula que os custos para recuperação de todos os trechos afetados no estado sejam de aproximadamente R$ 75 milhões.

O levantamento foi encaminhado à Coordenadoria de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec). No Triângulo Mineiro e no Alto Paranaíba, o caso mais crítico é o da LMG-737 entre Guimarânia e Cruzeiro da Fortaleza.

O trecho está interditado devido ao rompimento da tubulação de escoamento de água do Córrego Danta, causado pelo grande volume de água. DER inicia trabalhos de reparo na LMG-737 entre Guimarânia e Cruzeiro da Fortaleza Segundo o DER, o local está sinalizado para evitar acidentes.

As obras no local foram iniciadas nesta quinta-feira (6).

Conforme o departamento, erá feita a reconstrução com bueiro duplo, além da recomposição do aterro.

A ligação entre os dois municípios deve ser feita por meio da BR-365 até a BR-146.

O motorista deve seguir pela 146, sentido Santana de Patos, por 37,5 km até o acesso a uma estrada não pavimentada e seguir por 7,3 quilômetros até Cruzeiro da Fortaleza. Outras ocorrências O Triângulo Mineiro registrou duas ocorrências de danos causados pelas chuvas.

Uma delas foi registrada na rodovia que liga a BR-262 à cidade de Ponte Alta.

O outro local que necessita de atenção dos motoristas é o anel viário de Uberaba, próximo ao acesso à BR-262.

O DER informou que ambos trechos estão sinalizados e o tráfego é precário. Já no Alto Paranaíba, a rodovia CMG-146, entre a MG-428 e Tapira, tem um trecho com erosão de aterro.

O local está sinalizado.

Outra ocorrência na região está na MG-235, entre Serra da Saudade e São Gotardo.

O DER informou que o tráfego no local é precário. Confira o balanço de ocorrências: Ocorrências em rodovias de MG por causa das chuvas Serviço O Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais disponibiliza em no site informações sobre a situação de todas as rodovias de responsabilidade do órgão.

Os dados são atualizados diariamente e podem ser acessados gratuitamente.

Também é possível obter informações pelo número 155, entre 6h e meia-noite.