Corpos das vítimas foram encontrados em uma estrada; polícia ainda não esclareceu se existe algum grau de parentesco as vítimas.

Duas pessoas foram mortas a tiros no povoado de Santa Efigênia, zona rural de Mutum (MG), nessa sexta-feira (7).

Conforme as primeiras informações da Polícia Militar, as vítimas são João Santana da Silva, de 44 anos, e Juliana Maria Siqueira, 43.

A PM ainda não esclareceu se existe algum grau de parentesco entre eles.

O corpo do homem foi encontrado em uma estrada com várias perfurações na cabeça.

A mulher foi baleada no ombro e o corpo estava dentro de um carro na mesma estrada.

Até o momento, ninguém foi preso e a motivação é desconhecida. Homem é morto em casa na zona rural de Mutum Segundo a PM, testemunhas apenas afirmaram que ouviram barulhos de tiro e uma motocicleta com dois ocupantes passando pelo local.

A perícia foi acionada e liberou os corpos para a funerária.

O carro onde o corpo de Juliana estava foi removido ao Pátio Municipal da cidade. Ainda conforme a polícia, João Santana era suspeito de um assassinato em 2017 e de uma tentativa de homicídio, ocorrida em janeiro deste ano na zona rural de Mutum.

A mulher não tinha passagens.

Duplo homicídio em janeiro Em janeiro deste ano, a polícia registrou outro duplo homicídio na zona rural de Mutum.

As vítimas foram Paulo Sérgio Marques, de 39 anos, e Marcelo de Agustini, de 50, que foram assassinados a tiros no Córrego Alto Imbiruçu.

Os corpos deles foram encontrados no interior de um veículo tombado.

Dois homens são mortos a tiros no Córrego Alto Imbiruçu, zona rural de Mutum Na época, testemunhas contaram à PM que barulhos de tiro e duas motocicletas deixando o local.

Informaram também que os homens trabalhavam em uma pedreira na cidade e que eram moradores de Venda Nova do Imigrante (ES).

Ainda de acordo com testemunhas, todos os dias eles realizavam esse trajeto. Veja mais notícias da região em G1 Vales de Minas Gerais.