Homem abriu fogo em base militar e depois em shopping em cidade a cerca de 250 quilômetros de Bangcoc.

Pessoas deixam shopping correndo na Tailândia Sakchai Lalitkanjanakul/AP A polícia da Tailândia informou neste domingo (9) que matou o soldado que assassinou 20 pessoas e deixou outras 43 feridas em ataques a tiros neste sábado (8) na cidade de Korat, localizada a cerca de 250 quilômetros de Bangcoc. De acordo com a imprensa da Tailândia, os disparos ocorreram por volta das 15h30 no horário local em uma base militar e em um shopping, chamado Terminal 21.

Entre os feridos, 9 estão em estado grave e 21 já receberam alta. O militar, identificado como Jakrapanth Thomma, foi morto após ser cercado por forças de segurança no centro comercial em uma operação que levou mais de 12 horas. De acordo com a agência Reuters, o atirador havia feito uma publicação em sua página no Facebook um dia antes com o texto: "A morte é inevitável para todos".

Ele ainda aparece em uma imagem segurando uma arma.

Pouco antes de abrir fogo, ele também escreveu na rede social: "Deveria desistir?".

A página não está mais acessível.

Imagens e vídeos publicados nas redes sociais mostravam cenas de pânico e pessoas fugindo apavoradas sob o barulho dos disparos de uma arma automática. 20 pessoas foram mortas em Korat, na Tailândia Reprodução