Segundo a Polícia Civil, rapaz confessou após investigações identificarem manchas de sangue em quarto da casa, mãe do suspeito era cúmplice e tentou esconder vestígios do crime.

Corpo da vítima foi enterrado às margens de rio na zona rural de Conselheiro Pena Polícia Civil/Divulgação Um jovem de 25 anos foi preso suspeito de matar o padrasto a golpes de machadada em Conselheiro Pena (MG).

A Polícia Civil divulgou nesta segunda-feira (10), mas o crime ocorreu no dia 4 de novembro de 2019. De acordo com a PC, inicialmente o caso foi dado como desaparecimento.

A mãe do suspeito, de 46 anos, dizia aos conhecidos que o marido havia saído de casa e tomado rumo incerto, mas a família não registrou o fato para as autoridades. Os policiais civis colheram depoimentos com testemunhas no distrito de Bueno, onde a vítima vivia.

Foi descoberto que o homem sumiu sem ter recebido o pagamento pelo mês de trabalho e sem pagar o aluguel de onde morava.

Moradores da comunidade contaram ainda que a mulher da vítima havia queimado o colchão e a cama que dormia com o marido, supostamente motivada pela raiva diante do desaparecimento do homem. Porém, ao investigarem a residência, foram constatadas manchas de sangue num dos quartos da casa.

Diante das evidências, mãe e filho confessaram o crime.

O jovem confirmou ter matado o padrasto a machadadas e disse que enterrou a vítima a 8 km de casa, às margens de um rio.

Com o apoio do Corpo de Bombeiros, a PC localizou e resgatou o corpo da vítima.

O jovem foi preso em flagrante na sexta-feira (7) e vai responder pelos crimes de homicídio e ocultação de cadáver. Jovem foi preso em flagrante e vai responder por homicídio e ocultação de cadáver Polícia Civil/Divulgação Veja mais notícias da região em G1 Vales de Minas Gerais.