Enquanto banda do Exército toca, crianças aparecem dançando.

Grupo isolado não apresentou sintomas do coronavírus.

Estudante fala de benefícios e diz que comida é "muito gostosa".

Brasileiros repatriados da China continuam sem sintomas do coronavírus Pelas redes sociais, os 34 repatriados seguem mostrando e contando sobre suas rotinas durante a quarentena na Base Aérea de Anápolis, onde ficarão por 18 dias.

Um dos vídeos publicados mostra uma apresentação musical da banda de música do Exército e crianças dançando (veja acima).

Além disso, o grupo faz questão de ressaltar a qualidade do atendimento que vem recebendo no local, o qual um deles avaliou como "nota dez".

Na segunda-feira (10), segundo dia de isolamento, foi realizada uma reunião para dar orientações de rotina e boa convivência para os repatriados.

Eles também seguem fazendo exames três vezes ao dia.

Até agora, segundo o Ministério da Defesa, nenhum deles apresentou qualquer sintoma do coronavírus.

Durante o período na quarentena, os repatriados mostram momentos de convivência entre eles.

Um deles foi a apresentação musical.

Eles interagem entre si e alguns até dançam.

O grupo estava em Wuhan, cidade chinesa em que houve o epicentro do surto de coronavírus.

Eles chegaram ao Brasil no domingo (9) após mais de 35 horas de viagem e 13,8 mil km percorridos.

Repatriados postam vídeos de apresentação musical na quarentena Reprodução/Instagram Criança dança na quarentena durante apresentação de banda de música Reprodução/Instagram Elogios a estrutura O Hotel de Trânsito da Base Aérea foi adaptado para receber os repatriados.

Lá, eles têm acesso a uma série de benefícios, como internet liberada, videogame e brinquedoteca, bem como atendimento odontológico e apoio psicológico.

Além dos 34 cidadãos resgatados, 24 membros da equipe técnica que foi à China também está isolada no local.

A estrutura montada é alvo de uma série de elogios dos repatriados.

O estudante Vitor Campos gravou um vídeo enaltecendo a forma como foram acolhidos e comparou a quarentena realizada no Brasil com a de outros países.

"Serviço exemplar.

E ainda mais comparado com outros amigos meus que estão em quarentena em outros países, eu acho que assim, nós estamos de nota dez.

Para falar a verdade, existem vários serviços disponíveis, desde internet, televisão, uma comida ótima, muito gostosa mesmo, e todo tipo de serviço desde apoio, não só de saúde, mas também psicológico e religioso", afirmou.

Ele também contou que o segundo dia de isolamento foi mais "dinâmico", tendo em vista que eles usaram o dia em que desembarcaram para descansar.

"Segundo dia aqui já foi um pouco mais dinâmico e ativo, porque depois do primeiro dia de descanso, nós já acordamos, socializamos uns com os outros, e depois do almoço tivemos uma orientação sobre a base, o que fazer, quais os serviços", explica. Vitor Campos, repatriado da China por causa do coronavírus está em quarentena em Anápolis Goiás Reprodução/TV Anhanguera Rotina Em fotos postadas pela modelo Adrielly Eger, é possível ver que o exame é realizado na parte interna do Hotel de Trânsito, onde o grupo está hospedado.

Já a reunião ocorreu na área externa, que fica ao lado do prédio e foi reservada aos repatriados.

Lá, sobre um grande espaço gramado, foi montada uma enorme tenda. Pela imagem, nota-se que há um painel na parte da frente onde há algumas instruções.

No cabeçalho, consta a seguinte inscrição: “Rotina - Condutas de Boa Convivência”.

As pessoas que ministram a palestra e os repatriados usam máscaras cirúrgicas.

Ela disse que se surpreendeu com o tratamento que vem recebendo.

“Estou mais aliviada.

Eu achava que ia ser assim bem diferente, mas o pessoal está cuidando muito bem de nós, preparam tudo de uma maneira muito especial.

Então, acho que está sendo ótimo”, disse a modelo. Vários outros repatriados também fizeram questão de postar nas redes sociais um pouco da rotina, seja detalhes dos quartos ou da alimentação que estão recebendo.

Um deles, inclusive, afirmou que não estava acostumado a acordar ao som dos pássaros e estava “amando” aquilo.

Adrielly Eger está entre os brasileiros repatriados da China que estão de quarentena na Base Aérea de Anápolis Reprodução/Instagram O que é oferecido aos repatriados na quarentena em Anápolis: 6 refeições diárias: café, colação, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia (acompanhados por nutricionistas); Videogame, brinquedoteca, jogos, biblioteca, apresentação de bandas militares; Internet, TV a cabo, frigobar, geladeira sem itens alcoólicos; Serviço religioso; Emergência odontológica; Apoio psicológico e pedagógico. Área de quarentena na Base Aéra de Anápolis Sílvio Túlio/G1 Os repatriados Os grupo dos 34 repatriados da China é composto da seguinte forma: 4 chineses casados com brasileiros; 7 crianças com idades entre 2 e 12 anos; 23 brasileiros adultos – casais e homens e mulheres solteiros (sendo três diplomatas). Surto Desde o início do surto, no início do ano, a China registrou 908 mortes por coronavírus e 40.171 casos confirmados. No Brasil, são sete casos suspeitos do novo coronavírus e nenhuma confirmação, de acordo com o Ministério da Saúde.

Os dados são do balanço divulgado às 13h30 desta segunda-feira (10). Segundo o governo federal, já foram descartadas 28 suspeitas desde o começo do monitoramento.