CEI no bairro Antônio Marincek funciona apenas duas horas por período, porque não há como preparar merenda.

Educação diz que reforma será concluída até 2ª quinzena de fevereiro.

Obra em cozinha reduz horário de funcionamento de creche em Ribeirão Preto Pais de alunos do Centro Educacional Infantil (CEI) Felicitá Drudi Costa Pinto, no bairro Antônio Marincek, em Ribeirão Preto (SP), reclamam que a reforma na cozinha na creche reduziu o tempo de permanência das crianças no local.

Como não é possível preparar a merenda, os estudantes tem ficado só duas horas diariamente na escola.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, as obras começaram em 27 de janeiro e não prejudicam o atendimento das crianças.

O objetivo da pasta é oferecer uma nova estrutura aos alunos.

A previsão é que a reforma termine na próxima semana.

“As obras coincidiram com este momento e, portanto, os alunos não serão prejudicados”, diz a pasta.

Este é o primeiro ano da filha da estudante Julia Queiroz Ribeiro na creche.

A jovem conta que tinha o plano de se preparar para o mercado de trabalho, mas ainda não conseguiu devido à reforma na escola.

“Quero começar a fazer curso, mas tem que vir de manhã e à tarde.

Ontem, eu vim de tarde com ela, mas só por duas horas.

Tem mãe que precisa trabalhar, mas os horários são das 13h às 15h, fica difícil”, diz.

Estudante Julia Queiroz diz que a reforma na creche Felicitá Drudi Costa Pinto prejudicou também as mães em Ribeirão Preto, SP Sérgio Oliveira/ EPTV Sem a merenda oferecida no local, o período de aulas ficou mais curto aos alunos.

A dona de casa Berenice Felipe de Lima diz que teve que mudar toda a rotina para cuidar do neto, que está ficando apenas duas horas na creche. “Isso atrapalha um pouco a vida da gente.

A gente fica com a vida descontrolada, porque, às vezes, a criança também não vai se acostumar com o tempo, e nós precisamos da creche.

É muito pouco horário para as crianças ficarem lá”, afirma.

Ainda de acordo com a dona de casa, a reforma deveria ter sido finalizada antes do início do ano letivo. “Tiveram dois meses de férias para fazer o que tinha que ser feito na cozinha e não deu tempo.

Nós precisamos da creche.

Isso não pode acontecer com a nossa comunidade, pois as mães precisam trabalhar”, destaca a dona de casa.

CEI Felicitá Drudi Costa Pinto em Ribeirão Preto, SP Sérgio Oliveira/ EPTV Conclusão das obras Em nota, a Secretaria Municipal da Educação diz que a expectativa é que o período de permanência aumente a partir desta quarta-feira (12), com previsão de conclusão das obras até a próxima semana. Além disso, informa que a melhoria no local faz parte da reforma das 108 escolas, com investimentos aproximados de R$ 7 milhões.

Ao todo, já foram emitidas 190 ordens de serviços, sendo que 57 unidades escolares tiveram as reformas concluídas e outras 53 estão em andamento. “O período de adaptação das crianças com os professores, colegas e ambiente faz parte da rotina de todos os Centros de Educação Infantil, quando os familiares permanecem na escola com os filhos por menos tempo, aumentando-o gradualmente”, comunica a pasta.

CEI Felicitá Drudi Costa Pinto está em obras em Ribeirão Preto, SP Sérgio Oliveira/ EPTV Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca