Transporte de passageiros foi suspenso na segunda-feira (10) por conta de inundações na capital.

Terça-feira (11) começou com chuva fraca, sem alagamentos e equipes limpam marginais.

Após cancelamento de viagens, ônibus voltam a operar entre Ribeirão Preto e São Paulo Após o cancelamento de todas as viagens de ônibus entre Ribeirão Preto (SP) e São Paulo (SP) devido à chuva e aos alagamentos na capital paulista, o transporte de passageiros voltou a operar normalmente nesta terça-feira (11).

Em nota, a assessoria da Viação Cometa e da Rápido Ribeirão Preto, que integram o Grupo JCA, informou que as viagens e a venda de passagens estão normalizadas.

O primeiro coletivo com destino a São Paulo partiu de Ribeirão por volta de 1h. SP amanhece com chuva fraca, sem alagamentos nas Marginais Durante a manhã, o guichê das duas empresas ficou movimentado, principalmente por passageiros que não conseguiram embarcar na segunda-feira (10).

Entre eles estava a jornalista Andeandra Ferreira, que tenta voltar para Manaus (AM). “Estávamos programados para voltar a São Paulo, passar alguns dias lá e depois voltar a Manaus.

Mas, infelizmente, fomos informados que os ônibus haviam sido cancelados por conta da chuva.

Tivemos que ficar." Andeandra e o educador Toni Medeiros só não perderam o voo para o Amazonas porque haviam comprado passagens para quarta-feira (12).

Agora, o casal espera conseguir embarcar para a capital paulista ainda nesta terça-feira. “Optamos por conhecer o interior de São Paulo nessas férias e o interior de Minas [Gerais], e nos deparamos com a notícia de que seria impossível chegar a São Paulo.

Hoje de manhã foi remarcado e há possibilidade ainda de cancelamento”, disse Toni. Guichê da Viação Cometa na rodoviária de Ribeirão Preto Valdinei Malaguti/EPTV A pensionista Denise Cicillini também esteve no Terminal Rodoviário de Ribeirão Preto para garantir uma passagem à capital paulista, mas para a manhã de quarta-feira.

Com o ticket nas mãos, ela disse esperar conseguir embarcar com segurança. “Os governantes deveriam olhar mais pelo pessoal, tanto quem vai, como quem trabalha e mora em São Paulo.

Meu filho passou em um concurso da Polícia Militar, vai fazer um teste físico e preciso ir para lá, e vou rezar para estar tudo ok”, afirmou. Transtornos A chuva forte que atingiu a capital paulista no domingo (9) e na segunda-feira que fez alguns rios, como o Tietê, transbordarem.

As Marginais Tietê e Pinheiros tiveram trechos intransitáveis no início da manhã por conta dos alagamentos.

A chuva também provocou congestionamentos na chegada a São Paulo pelas rodovias Governador Carvalho Pinto (SP-70) Presidente Dutra (SP-060), Presidente Castelo Branco (SP-280) e dos Imigrantes (SP-160).

O rodízio de veículos foi suspenso durante todo o dia. Terminal Rodoviário de Ribeirão Preto, SP Valdinei Malaguti/EPTV O motorista Jânio Goulart de Farias contou que havia partido de Ribeirão Preto com destino à capital paulista às 4h de segunda-feira.

Mas, o ônibus ficou parado no congestionamento ainda na rodovia e o grupo decidiu retornar ao ponto de partida. “Às 7h, quando estávamos passando por Campinas, não andou mais.

Ficamos das 7h às 13h para chegar ao quilômetro 28 da Bandeirantes.

Inclusive, a Polícia Rodoviária teve que fazer uma manobra para pegar a alça de acesso e voltar”, afirmou. O motorista Vanderlei Rodrigues de Oliveira estava no mesmo ônibus e contou que a maioria dos passageiros optou por retornar a Ribeirão.

Aqueles que insistiram em seguir a São Paulo foram transportados em outro veículo da empresa. “Já peguei alguns dias tensos em São Paulo, de trânsito na entrada, na chegada, mas dessa vez foi bem tenso mesmo.

Todo mundo preocupado dentro do ônibus.

A gente faz esse trajeto sempre, mas quem não faz e pega esses dias complicados é meio assustador”, disse. Fortes chuvas causaram alagamento na pista da Marginal Tietê nesta segunda-feira (10) Hélvio Romero/Estadão Conteúdo Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca