Federação das Escolas de Samba informou que não haverá desfile por falta da repasse da prefeitura.

O Município por sua vez, diz que medida foi tomada para evitar um "desequilíbrio financeiro".

Escola de samba Asfaltão no carnaval de 2016 em Porto Velho Janilson Ribeiro/Arquivo Pessoal Pelo segundo ano consecutivo, Porto Velho não realizará desfiles de escolas de samba durante o Carnaval.

A informação foi divulgada pela Federação das Escolas de Samba e Entidades Carnavalescas de Rondônia (Fesec) nesta quarta-feira (12). O G1 conversou com Reginaldo Cardoso, presidente da Fesec que destacou a inviabilidade financeira das escolas de sambas para realizar o desfile.

"Não vamos desfilar por falta da repasse da prefeitura.

Ficamos impossibilitados de confeccionar as alegorias, fantasias e fazer nosso evento", comentou. Em nota, a Prefeitura de Porto Velho informou que a medida foi tomada para evitar um "desequilíbrio financeiro nas contas do município".

Pois o foco da administração é investir nas áreas da educação, saúde e infraestrutura da capital.

O prefeito Hildon Chaves acrescentou que "tem carinho e respeito por todos os carnavalescos, mas no momento ainda não tem como disponibilizar os recursos".