Prefeitura de Santos (SP) informou que equipamento só poderá ser vistoriado novamente após três dias de tempo estável.

Segundo a previsão do tempo, isso só deve ocorrer na próxima semana.

Museu Pelé, localizado em Santos, no litoral de São Paulo Francisco Arrais/Prefeitura de Santos O Museu Pelé em Santos, no litoral de São Paulo, permanecerá fechado para visitação até que a Defesa Civil possa fazer nova vistoria nos prédios.

Na nova avaliação precisará ser constatado que não há mais risco de queda de material que possa comprometer a segurança dos visitantes.

A previsão é que a nova vistoria aconteça somente na próxima semana. O Museu foi fechado na última terça-feira (11), após danos causados nos telhados em função das fortes chuvas que atingiram a Baixada Santista no início da semana.

De acordo com a Prefeitura de Santos, houve danos nos telhados do prédio e, após a primeira avaliação da Defesa Civil, foi decidido que o imóvel permanecerá interditado. No documento, a Defesa Civil cita que foram identificados vários pontos com infiltração por águas pluviais em decorrência de danos nos telhados, a exemplo de telhas quebradas e dois grandes vãos com ausência de cobertura, causados pela chuva e fortes ventos. As infiltrações causaram instabilidade em vários pontos no forro de gesso acartonado, alguns deles colapsaram e outros estão deformados com risco de colapso. Ainda de acordo com a Defesa Civil, "o período de instabilidade deve persistir até quinta-feira (13) e, por consequência, recomendamos que o equipamento deve ficar fechado para visitação pública até que seja feita nova vistoria e não seja detectado risco de queda de material." Para uma nova avaliação, a equipe da vistoria só poderá subir no telhado após três dias de tempo firme, sem chuva.

Por isso, o Museu Pelé deverá ser aberto somente na próxima semana. Museu Pelé Instalado nos antigos Casarões do Valongo, o Museu Pelé apresenta a trajetória de Edison Arantes do Nascimento, o Rei do Futebol.

No local, estão expostos documentos, camisas, chuteiras, bolas, condecorações e troféus, entre muitos outros itens do acervo pessoal do 'Atleta do século XX'.

Nos 4.134m² do museu, o público também aprecia áudios, filmes, fotos e textos sobre a história de Pelé.