Animais foram localizados na zona rural de Caratinga, mas investigações apontam que o gado furtado era destinado a fazenda em Bom Jesus do Galho.

Um suspeito é procurado.

Cabeças de gado foram furtados na zona rural de Pingo D'Água Polícia Militar/Divulgação A Polícia Militar recuperou 17 cabeças de gado nesta quinta-feira (13) que foram furtadas na cidade de Pingo D’Água (MG).

Durante a operação, quatro suspeitos de uma quadrilha especializada foram presos em Caratinga (MG), mas pagaram fiança e responderão em liberdade; um suspeito ainda é procurado pela polícia. De acordo com a PM, 13 cabeças foram recuperados no Córrego do Leitão, e quatro no Córrego do Laje, ambos os locais na zona rural de Caratinga.

Os animais foram furtados no dia 28 de janeiro; um ainda não foi encontrado.

Uma vítima fez o reconhecimento dos bovinos.

A polícia informou que os autores tinham propriedade na zona rural de Bom Jesus do Galho (MG) onde recebiam o gado furtado, remarcavam e emitiam notas fiscais e guias de trânsito.

Durante as buscas foram apreendidas duas armas de fogo nessa propriedade. Veja mais notícias da região em G1 Vales de Minas Gerais.