Implantação ocorre em adolescentes e jovens de 14 a 19 anos.

Meta é promover a prevenção da gravidez não planejada.

Expectativa da Semusa é beneficiar 300 mulheres com a implantação do DIU em Porto Velho.

Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde/Divulgação A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) realiza neste sábado (15) o mutirão para implantação do dispositivo intrauterino (DIU) em adolescentes de 14 a 19 anos.

A expectativa é atender cerca de 300 mulheres que já iniciaram a vida sexual. O atendimento ocorre durante o dia no Centro de Referência em Saúde da Mulher (CRSM), na Rua Venezuela, Embratel, ao lado da Maternidade Municipal Mãe Esperança.

Na maternidade, o método contraceptivo é disponibilizado durante o ano todo. Mutirão de DIU é realizado em Porto Velho Segundo a Semusa, mulheres interessadas em implantar o DIU que estão fora da faixa etária do público-alvo do mutirão podem se dirigir a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima e serem inseridas no Sistema de Regulação. A secretária Municipal de Saúde, Eliana Pasini, afirmou que o objetivo do mutirão é promover a prevenção da gravidez não planejada.

"Esta é uma das ações do Programa de Planejamento Reprodutivo, que visa oportunizar todas as mulheres escolher o momento oportuno para engravidar, utilizando algum dos métodos contraceptivos disponíveis na rede pública", ressaltou.