Primeiro avião com cidadãos americanos retirados do cruzeiro Diamond Princess pousou na Califórnia nesta segunda-feira (17).

Coronavírus: americanos que estavam em quarentena no Japão chegam aos EUA Quatorze pessoas infectadas com o novo coronavírus estão entre os mais de 300 americanos e parentes que foram retirados do navio cruzeiro "Diamond Princess" em quarentena no Japão para retornar de avião para os Estados Unidos.

O Departamento de Estado americano informou nesta segunda-feira (17) que os 14 passageiros, que eram assintomáticos, tinham sido submetidos ao teste para o COVID-19 havia dois ou três dias.

Durante a retirada do cruzeiro, as autoridades foram informadas de que o teste tinha dado positivo.

Estas pessoas foram levadas rapidamente para uma área de contenção especializada do avião para permanecer em isolamento.

Elas foram monitoradas durante o voo. O primeiro avião com cidadãos americanos retirados do cruzeiro pousou nesta segunda-feira (17) em uma base da Força Aérea dos Estados Unidos na Califórnia, onde todos os passageiros serão submetidos a 14 dias de quarentena. O segundo voo chegou à base aérea de San Antonio, no Texas, nesta manhã, cerca de 12 horas após decolar do aeroporto Haneda.

"Qualquer pessoa que se tornar sintomática será transferida para a zona de contenção especializada, onde será tratada", afirmou o comunicado. O Diamond Princess, de propriedade da Carnival Corp, está em quarentena desde que chegou a Yokohama, uma cidade ao sul de Tóquio, em 3 de fevereiro.

A medida foi tomada depois que um homem que havia desembarcado em Hong Kong foi diagnosticado com a doença. Os passageiros passam a maior parte do tempo trancados nos quartos, e durante uma hora por dia são autorizados a saírem para caminhar e ver a luz do sol. Ao menos 40 americanos em quarentena a bordo do cruzeiro já haviam sido diagnosticados com o novo coronavírus, afirmou uma fonte do Departamento de Saúde dos Estados Unidos.

Essas seriam levadas para hospitais no Japão. A imprensa japonesa anunciou 99 novos casos de contaminação nesta segunda.

Das 3.711 pessoas a bordo do cruzeiro, mais de 450 casos foram registrados.

Os pacientes foram levados para hospitais japoneses. O novo coronavírus já deixou quase 1.800 mortos e 70.500 pessoas infectadas na China.

Outros cinco pacientes morreram fora da China. Aviões de resgate Hong Kong e a Coreia do Sul também disseram que vão enviar aviões para o Japão para trazer os seus cidadãos que estão em quarentena no cruzeiro. Initial plugin text