Autoridades portuárias monitoram o nível das marés para autorizar a manobra de atracação.

Tripulantes passarão por avaliação clínica.

Navio chinês é impedido de acessar o Porto de Santos por conta de maré baixa.

Reprodução/Leandro Bastos As autoridades portuárias aguardam a alta da maré para que seja possível a atracação do navio Kota Pemimpin, com bandeira de Hong Kong, no Porto de Santos, no litoral de São Paulo.

A manobra estava prevista para a madrugada desta terça-feira (18), mas foi foi adiada.

O Kota Pemimpin chamou a atenção das autoridades após a notificação de dois possíveis casos suspeitos do novo coronavírus.

De acordo com informações do serviço de Praticagem, a altura da maré deve ser superior a 0,90 cm acima do calado do navio (distância entre o nível da água e a base da embarcação) para que a manobra possa ser feita.

Neste caso, é de 14,4 metros.

Com a maré baixa e o navio lotado de mercadoria, as condições não são compatíveis para a atracação.

Anvisa descarta casos suspeitos de coronavírus em navio que atracará em Porto de Santos 'Diários de bordo dizem que eles estão bem', diz secretário de saúde sobre tripulantes de navio chinês que atracará em Santos Ainda de acordo com o serviço, as equipes monitoram o nível das marés e a previsão é de que a situação seja regularizada entre esta terça e quarta-feira (19).

A Codesp disse que a atracação do navio aguarda condições favoráveis de maré, o que deve ocorrer à meia-noite do dia 19 de fevereiro.

Já a Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP) também acompanha o caso e monitora o navio, que aguarda pela manobra de atracação na baía de Santos.

Coletiva de imprensa contou com representantes da Saúde de Santos e do Estado. G1 Santos Prefeitura de Santos Equipes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e das Secretarias de Saúde de Santos e do Estado de São Paulo farão uma grande avaliação nos tripulantes do navio assim que ele aportar no cais santista.

A medida segue o protocolo de investigação epidemiológica.

O Secretário de Saúde de Santos, Fábio Ferraz, afirmou que diários de bordo do navio indicaram melhora nos pacientes que apresentavam sintomas associados ao coronavírus.

Já a Anvisa disse que descartou a existência de casos suspeitos na embarcação. Coronavírus O número de mortos na China por Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, chegou a 1.770 neste domingo (16), informaram autoridades de saúde locais.

O total de casos confirmados ficou em 70.548, aumento de 2.048 em um dia. No Brasil, há três pessoas que ainda passam por exames por causa da suspeita de coronavírus, sendo dois em São Paulo e um no Rio Grande do Sul, segundo informações deste domingo (16) do Ministério da Saúde. Até agora, houve 45 suspeitas de casos do vírus que foram descartadas depois das análises.

Não há nenhum paciente com a doença no país. Ciclo do novo coronavírus - transmissão e sintomas Aparecido Gonçalves/Arte G1