Polícia Federal cumpriu mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça Federal.

Ex-político responde pelo crime de fraude em licitação pública.

Prisão de ex-prefeito de Bagre, em Belém Ascom/ PF O ex-prefeito de Bagre, município da ilha do Marajó, foi preso na manhã desta quarta-feira (19) em uma casa no bairro de Canudos, em Belém.

A prisão foi realizada por agentes da Polícia Federal (PF).

De acordo com a PF, o ex-prefeito tinha um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça Federal e responde pelo crime de fraude em licitação pública.

Ainda segundo a PF, o ex-político foi um dos alvos da operação "Catfish", que investigava fraudes com recursos federais em Bagre.

Segundo a PF, houve desvio de dinheiro público entre os anos de 2009 e 2016 por pessoas ligadas à Prefeitura do município. Em 2019, a operação cumpriu oito mandados de busca e apreensão em residências de pessoas ligadas à Prefeitura.

Na ocasião, a PF apreendeu documentos, mídias e quase R$ 400 mil em dinheiro.