Vítimas são um homem e uma mulher.

Morrem dois passageiros do navio de cruzeiro em quarentena no Japão Dois idosos diagnosticados com o novo coronavírus que estavam a bordo do navio de cruzeiro "Diamond Princess", que ficou em quarentena no Japão, morreram, informou nesta quinta-feira (20) a imprensa do país citando fontes do governo.

As vítimas são um homem e uma mulher que teriam cerca de 80 anos, de acordo com a emissora de TV NHK e outros veículos. Até o momento, porém, não há comunicado oficial do Ministério da Saúde japonês. Passageiros de navio em quarentena atracado em Yokohama, no Japão, permanecem nas varandas das cabines nesta terça-feira (19) Athit Perawongmetha/Reuters Os dois idosos estavam doentes antes de contrair o novo coronavírus e foram retirados da embarcação nos dias 11 e 12 de fevereiro, informou a NHK. O Japão anunciou na noite de quarta (19) que 79 novos diagnósticos do coronavírus foram detectados a bordo, elevando o número total de casos registrados na "Diamond Princess" para 621. O navio de cruzeiro atracado no porto de Yokohama, perto de Tóquio, é o mairo foco da epidemia fora da China.

Na quarta, 443 pessoas desembarcaram do "Diamond Princess.

Foi o início da retirada dos passageiros sem sintomas, com testes negativos e que não tiveram contato com os portadores do vírus.

A operação levará pelo menos três dias.

A quarentena durou duas semanas.