O título de capitalização mantém parceria com o hospital que atende pacientes oncológicos desde 2016 e ajuda a suprir as necessidades financeiras da instituição.

Pacientes de todos os estados procuram o hospital que é referência no tratamento oncológico: o Hiper Saúde é considerado uma âncora financeira Crédito: Divulgação Hospital de Amor Um título de capitalização pode mudar a vida de muitas pessoas.

Há sorteados que realizam o sonho da casa própria ou de ter um carro, outros preferem fazer a viagem que tanto idealizaram e há ainda quem priorize abrir o próprio negócio ou ajudar a família. Quem leva um título de capitalização para casa pode também fazer um bem maior e ajudar inúmeras pessoas que precisam de atendimento especializado na área da saúde.

Isso acontece com quem adquire o Hiper Saúde, título de capitalização de filantropia premiável com atuação na cidade de Ribeirão Preto e região, no estado de São Paulo. Desde 2016, o Hiper Saúde mantém uma importante parceria com o Hospital de Amor, anteriormente chamado de Hospital de Câncer de Barretos, uma referência em tratamento oncológico no Brasil, reconhecido internacionalmente. O leito com decoração alegre é uma das características do Hospital do Amor, que em Barretos também tem uma unidade Infanto Juvenil: atendimento humanizado Crédito: Divulgação Hospital de Amor A sede da instituição de saúde fica na cidade de Barretos.

Lá são atendidos cerca de quatro mil pacientes por dia, considerando apenas quem chega para a primeira consulta ou retorno.

Todos os atendimentos são via Sistema Único de Saúde (SUS), ou seja, gratuitamente, mas o repasse do governo é muito inferior aos custos do local.

Para facilitar o deslocamento das pessoas, o hospital optou pela descentralização.

Dessa forma, sua expansão tem ocorrido em outras regiões do país, mas mantendo todas as características da sede, como atendimento humanizado e equipamentos de última geração.

“Criamos uma unidade de 40 mil m2 em Porto Velho, em Rondônia, e outra de 25 mil m2 em Jales, no interior de São Paulo.

Estamos construindo uma em Palmas, no Tocantins, e em 2020 iremos implantar uma unidade em Sergipe”, revela Henrique Prata, presidente do Hospital de Amor.

Segundo ele, essa estratégia é necessária para desafogar o atendimento em Barretos, conseguir manter a qualidade, pela qual é reconhecido, e diminuir as distâncias para os pacientes.

“O dinheiro que recebemos de parcerias, como esta com o Hiper Saúde, e também de shows e outros eventos ajudam a custear a ampliação da rede”, completa. Uma verdadeira âncora financeira Henrique Prata revela que o Hiper Saúde tem destinado ao hospital cerca de R$ 2,5 milhões por mês.

E esse valor vem aumentado gradativamente, o que mostra que a população da região de Ribeirão Preto realmente abraça a causa.

Em 2016, era R$ 1,5 milhão. “O Hiper Saúde é uma das âncoras financeiras do hospital, que tem um déficit operacional de 25 milhões por mês.

O dinheiro que ele nos repassa ao mês ajuda a cobrir quase 10% de nosso déficit”, afirma.

O Hiper Saúde é fundamental para o Hospital do Amor investir em equipamentos de última geração para oferecer o melhor tratamento aos pacientes Crédito: Divulgação Hospital de Amor Mesmo diante dos desafios de fazer fechar a conta, o Hospital do Amor aposta em melhorias constantes e na força da pesquisa para o tratamento e cura dos pacientes.

Um dos destaques de 2019 no hospital foi a inauguração do Centro de Transplante de Medula Óssea Pediátrico, que já é considerado um dos mais modernos do mundo.

“O prédio conta com equipamentos tecnológicos e tem uma moderna estrutura de logística.

Tem até UTI dentro do leito”, comenta o presidente a instituição.

Além disso, o hospital foi reconhecido por ter o maior acervo tecnológico em saúde.

“São equipamentos de última geração e só no centro de pesquisa são 300 profissionais atuando”, completa.