Decisão do juiz Paulo Sergio Ribeiro é referente a um pedido do Ministério Público Federal (MPF), pela alienação dos veículos de Pepe Richa.

Pepe Richa, irmão do ex-governador Beto Richa, foi secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná Agência Estadual de Notícias/Reprodução Dois carros de José Richa Filho, conhecido como Pepe Richa, devem ir a leilão, conforme determinou a Justiça Federal.

Pepe é irmão do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) e foi secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná.

A decisão do juiz Paulo Sergio Ribeiro, de terça-feira (18), é referente a um pedido do Ministério Público Federal (MPF), pela alienação antecipada dos veículos.

Os carros são um Mitsubishi ASX e um Chevrolet Spin.

De acordo com o juiz, Pepe Richa deve entregar os dois automóveis ao leiloeiro em um prazo do leiloeiro. A venda dos carros será feita por meio de leilão eletrônico para, segundo o juiz, alcançar o maior número de propostas pela internet.

Ainda conforme o despacho, o resultado da arrematação deve ser depositado em conta vinculada à Justiça.

"A alienação antecipada de bens apreendidos judicialmente é medida cabível quando justificada a ocorrência da sua desvalorização econômica, ante a reconhecida complexidade da ação penal e o decurso considerável do tempo até o trânsito em julgado da sentença final", diz um trecho da decisão.

Conforme o MPF, há indícios de que Pepe Richa tenha participado de um complexo esquema de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo concessionárias de rodovias federais e agentes públicos ligados ao governo do Paraná, ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e a Agencia Reguladora do Paraná (Agepar).

De acordo com as investigações, o esquema desviou R$ 8,4 bilhões por meio do aumento de tarifas de pedágio do Anel de Integração, e de obras rodoviárias não executadas.

A propina paga em troca dos benefícios, conforme os procuradores, foi estimada em pelo menos R$ 35 milhões. O esquema é investigado pela Operação Integração, a qual Pepe e o irmão Beto Richa são réus.

O advogado Rodrigo Faucz, que defende Pepe Richa, disse que só vai se manifestar após ser intimado da decisão.

O G1 tenta contato com a defesa de Beto Richa.

Veja mais notícias no G1 Paraná.