Campanha "O bloquinho passa e a vida fica” começou a zero hora desta sexta-feira (21) e segue até a quarta-feira (26).

PRF intensifica as fiscalizações nas rodovias em Petrolina Reprodução/ TV Grande Rio A Polícia Rodoviária Federal (PRF) começou mais uma etapa da Operação Rodovida.

Durante o período de carnaval, o foco será a campanha "O bloquinho passa e a vida fica” com a realização blitzes itinerantes para intensificar as fiscalizações nas rodovias que cortam Petrolina, no Sertão de Pernambuco.

A campanha começou a zero hora desta sexta-feira (21) e segue até a quarta-feira (26).

O objetivo é reduzir o número de acidentes.

“A bebida é o grande vilão do carnaval, porque os condutores ainda insistem em ingerir bebida alcoólica e conduzir veículos automotores.

Nós vamos estar trabalhando identificando os condutores com o equipamento etilômetro para tirar de circulação esses condutores e vamos usar o radar para diminuir a velocidade, e velocidade gera mortes e acidentes graves”, destacou o inspetor chefe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Petrolina, Paulo Lima.

PRF começa mais uma etapa da 'Operação Rodovia' para reduzir ocorrências durante carnaval Já no início da fiscalização em Petrolina, a blitz parou um ônibus vindo de Arcoverde com destino a Petrolina.

O condutor havia quebrado a regra de descanso estabelecida pela lei.

Ele foi autuado e recebeu sete pontos na Carteira de Habilitação e vai pagar multa de R$ 293.

“O motorista de transporte de passageiros só pode conduzir o veículo por no máximo quatro horas de direção e uma tolerância de 30 minutos.

Abordamos aqui um veículo que fazia mais de seis horas que o condutor dirigia de forma ininterrupta.

Isso não pode, o motorista foi autuado e a gente vai levar essa informação para o Ministério Público do Trabalho, que é um grande parceiro da PRF para garantir um carnaval com muita segurança e tranquilidade”, explicou Lima.

No ano passado durante o carnaval, a Polícia Rodoviária Federal registrou 70 acidentes nas BRs que cortam Pernambuco e tiveram 38 feridos e seis mortes.