De acordo com a polícia, homens foram presos em Farroupilha e Capão da Canoa.

No último domingo (16), duas pessoas morreram e outras três pessoas ficaram feridas durante o tiroteio.

Duas pessoas morreram após ataque a tiros em frente à casa noturna em Caxias do Sul, diz BM Greici Matos/RBS TV A Polícia Civil prendeu preventivamente nesta sexta-feira (21) dois suspeitos de envolvimento no ataque a tiros em uma casa noturna de Caxias do Sul, na serra gaúcha.

O crime aconteceu no último domingo (16), e duas pessoas morreram.

Um dos suspeitos foi preso em Farroupilha, também na Serra e o outro, considerado pela polícia o autor dos disparos, em Capão da Canoa, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul.

Segundo o delegado Adriano Linhares, responsável pela investigação, aconteceu uma briga na frente da casa noturna no final da festa.

"Um envolvido na briga pediu a intervenção de um dos seguranças.

O suspeito de ter efetuado os disparos não gostou, foi até a casa dele, pegou uma arma, voltou à boate e efetuou os disparos, entrou no carro com o comparsa e fugiu do local", disse o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, o segundo suspeito fez o transporte do autor dos disparos para casa e de volta à boate.

"Ele ficou aguardando todo o tempo da briga, deu suporte logístico de levar até a casa para pegar a arma e depois colocou no carro para fugir", relata.

As vítimas foram identificadas como Leandro Brasil Broxado, de 38 anos, que era segurança da casa noturna, e Marcelo Junior Machado, de 22 anos, frequentador do local.

Outras três pessoas ficaram feridas.

Os homens vão responder por dois homicídios consumados e três tentados.

A arma do crime não foi localizada.