Decreto que determina o uso do acessório foi assinado pelo prefeito Aracely de Paula nesta quinta-feira (7) e passa a vigorar a partir de segunda (11).

Máscaras deverão ser usadas a partir de segunda Reprodução/TV Integração O uso de máscara será obrigatório a partir de segunda-feira (11) em Araxá.

O decreto que determina a ação preventiva de combate ao coronavírus foi assinado pelo prefeito Aracely de Paula nesta quinta-feira (7). De acordo com o documento, a medida vale para todos que transitarem pelas ruas, durante o uso do transporte público e privado de passageiros, e no desempenho de atividades laborais em ambientes compartilhados nos setores públicos e privado. O decreto também prevê o uso em "edifícios ou terrenos destinados a serviço ou estabelecimento da administração pública, inclusive autarquias e fundações". Quem não usar está sujeito a pagamento de multa, e poderá ser responsabilizado penalmente pelo crime de infração de medida sanitária. Reabertura A reabertura gradual das atividades comerciais em Araxá foi definida pela Prefeitura e começou na segunda-feira (4).

Uma resolução no decreto que colocava restrições por conta da pandemia foi incluída em reunião realizada pelo Comitê de Enfrentamento a Covid-19. No mês passado, o Sindicomércio fez um apelo para o retorno gradual.

Depois disso, a Prefeitura pediu dados dos comerciantes para gerar um relatório que pudesse servir de termômetro para a reabertura. Critérios Todos estabelecimentos deverão seguir critérios de cuidados e prevenção, como utilização de equipamentos de proteção, máscaras, organização para evitar aglomeração, disponibilização de álcool em gel 70 %, controle de fluxo e limite de clientes por espaço determinado, por exemplo. Veja abaixo o que pode abrir sem restrições, o que funciona com medidas restritivas e o que permanece fechado sem previsão de reabertura. Envio de dados O prazo para comerciantes enviar dados para a Prefeitura sobre o funcionamento durante a pandemia do coronavírus foi estendido.

I inicialmente, os estabelecimentos de serviços essenciais, já abertos, deveriam enviar os dados até o fim do mês de abril. De acordo com o novo comunicado, as empresas que ainda não enviaram a documentação solicitada devem fazer isso em caráter de urgência até sexta-feira (8).

A medida é uma forma da Prefeitura para analisar a permanência ou fechamento do comércio. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, as informações são para monitorar e mapear o isolamento social de forma mais assertiva.

Quais são os dados De acordo com o comunicado, a empresa deve enviar para o e-mail covidaraxa@gmail.com o nome completo, CNPJ, quantidade de funcionários que estão ou estarão trabalhando, com idade, sexo e, se possível, comorbidades.

Os dados citados podem ser obtidos pelo E-social ou Sistema Contábil. Abrem todos os dias em horários normais Supermercados; Mercados; Lojas de conveniência; Hortifrutigranjeiros, inclusive feiras livres, observada a distância mínima de 2 metros entre barracas; Açougues; Padarias; Farmácias; Postos de combustíveis; Distribuidores de gás; Construção civil; Oficinas mecânicas e borracharias; Atividades industriais; Fornecimento de autopeças; Materiais de construção; Fornecimento de alimentação para animais; Fornecimento de produtos para atividades agropecuárias; Farmácia veterinária; Fornecimentos de produtos naturais; Lavanderias; Lavajatos; Serviços de manutenção e fornecimento de internet e serviços de telecomunicação; Restaurantes poderão funcionar das 12h às 21h. Com restrições de dias (segunda a sexta, 12h às 18h) Lojas de móveis e eletrodomésticos; Lojas de tecidos; Lojas de departamentos; Floricultura, paisagismo e jardinagem; Relojoarias, joalherias e perfumes; Banca de jornais e revistas, e papelaria; Loja de confecções e calçados; Salão de beleza, barbearia, cabeleireiros; Concessionárias e revenda de veículos, máquinas e implementos agrícolas; Lojas de informática, telefonia, internet; Pet shop; Óticas; Livrarias; Comércio varejista não especificado; Lojas de materiais de limpeza; Lanchonetes e sorveterias, permitido o delivery nos demais horários e dias; Shopping center e centros comerciais, exceto recreação infantil e praça de alimentação, esta poderá funcionar desde que observando o inciso XII do Art.

5º. Seguem fechados Academias em geral, clubes e espaços de lazer e ambientes correlatos; Casas noturnas, bares (exceto para serviços de delivery), boates e demais estabelecimentos dedicados à realização de festas, eventos ou recepções; Cinemas e teatros; Instituições de ensino, formação, treinamento e congêneres; Igrejas continuam fechadas para cultos e celebrações; Comércio ambulante. A resolução N.

008/2020 com todos os parágrafos na íntegra e detalhes das medidas de higienização pode ser consultada no site da Prefeitura. Dicas de prevenção contra o coronavírus Arte/G1